• Clara Ramos

Você sabe quanto o mercado da moda gira por ano? Entenda de onde vem o lixo têxtil.

O mercado têxtil e da moda é um case de sucesso com seu crescimento de em média 5% ao ano, são movimentados mais de 2 trilhões de dólares por ano em uma escala global. Mas infelizmente todo esse crescimento acelerado vem acompanhado de uma fraca contenção de danos, ao sempre visar o maior lucro possível muitas empresas acabam fechando os olhos para questões socioambientais.

De acordo com o documentário The True Cost (2016) mais de 80 bilhões de peças de roupas são consumidas durante um ano no mundo todo, isso é 400% mais do que era consumido há 20 anos atrás. Isso sem mencionar as roupas que são produzidas e não são vendidas, pois no fast fashion é feita uma produção em massa das peças para venda rápida, e como sabemos nem todas são realmente vendidas.


Lixo têxtil

Da mesma maneira que consumimos de uma maneira mais rápida também jogamos fora mais rapidamente, por diversos motivos como a roupa saiu de moda, ou era de qualidade muito baixa e acabou estragando, ou até mesmo que pois mudamos de estilo. De acordo com o portal eCycle a cada segundo, a indústria da moda desperdiça o equivalente à um caminhão de lixo têxtil, composto por sobras e peças com defeitos, dados equivalentes a soma do toda a indústria têxtil do mundo.


A cada ano, a indústria da moda é responsável pela emissão de 1,2 bilhões de toneladas de CO2, números que superam a aviação comercial e indústria naval JUNTAS! Isso corresponde a 8% das emissões mundiais de gases de efeito estufa, somente no setor de calçados e vestuário, ou seja, é um dos setores que mais tem lucro e que mais polui no planeta!


De acordo com a Euromonitor International o Brasil é o quarto país que mais consome moda no mundo, girando algo em torno de R$170 bilhões em um único ano e produzindo algo em torno de 9,8 bilhões de peças por ano. De acordo com a ABIT (Associação brasileira da indústria têxtil e de confecção), existem mais de 30 mil empresas registradas no setor têxtil e confecção no país, números que fazem o Brasil ser a sexta maior indústria têxtil do mundo. Isso sem mencionar as empresas que não estão amparadas pela entidade, o que imaginamos de muitas pequenas e micro empresas por aí.


Gostou de saber mais sobre os dados do setor mundial da moda e confecção?

São números assustadores e que merecem ser vistos por todos os quatro cantos do mundo! Compartilhe esse artigo com seus amigos, família e colegas, vamos começar juntos essa revolução que a moda tanto pede.


Um beijo,

Clara Ramos

@clarar____